A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DA CIÊNCIA FORENSE NA IDENTIFICAÇÃO DE ADOLESCENTES AUTORES DE ATOS INFRACIONAIS

A BUSCA POR PADRÕES PROBATÓRIOS NA CORRETA APLICAÇÃO DO DIREITO

  • Tatiana Pinho Alves Ribeiro
  • Diogo Severino Ramos da Silva Faculdade Imaculada Conceição do Recife
Palabras clave: Antropologia Forense, Autópsia, Caracteres Forense, Estatuto da Criança e do Adolescente, Menores Infratores.

Resumen

O trabalho tem como objetivo a análise de crimes cometidos por adolescentes através de uma perspectiva da Ciência Forense, visando o estudo dos caracteres forenses abordados por essa parte da ciência, presentes na autópsia da vítima, como a intensidade da força aplicada contra o agredido, a altura do agressor, entre outras, que nos levem a perceber o envolvimento de menores infratores, a fim de que tenhamos, de maneira inequívoca, tal identificação, para que lhes sejam aplicadas as devidas diretrizes legais contra os adolescentes em conflito com a lei, encontradas no Estatuto da Criança e do Adolescente do nosso Estado (ECA). Como fontes de referências para base teórica, foram utilizados artigos de periódicos, além de dados eletrônicos capturados no Google Acadêmico e Scielo, bem como em livros que tratam do tema, contribuindo para formulação correta do conteúdo proposto para análise.

Biografía del autor/a

Diogo Severino Ramos da Silva, Faculdade Imaculada Conceição do Recife

Advogado e Professor de Direito da Faculdade Imaculada Conceição do Recife (FICR). Recife, Pernambuco, Brasil.

Publicado
2018-12-26
Sección
DERECHO DE MENORES INFRACTORES