Pornografía de venganza:

violencia de género en Internet y protección de la intimidad sexual - Un estudio comparativo (Italia y Brasil) (artículo en portugués)

Palabras clave: venganza pornográfica, violencia de género, Internet y contenido íntimo.

Resumen

La tecnología permite la interacción social a través de aplicaciones de teléfonos inteligentes donde el intercambio de contenido es instantáneo. En este contexto, una forma de dominación en las relaciones de género aparece en el espacio virtual, llamada venganza pornografía, a través del intercambio no deseado de material íntimo en la web, un problema examinado en este artículo a través de una metodología exploratoria, basada en investigaciones bibliográficas, en informes y en el marco del Derecho comparado. Se destacan los casos de pornografía por venganza que se produjeron en Italia y Brasil, y los matices del defecto generado en la vida de la víctima y la presentación de estrategias legales en estos países.

Biografía del autor/a

Kauane Fiorio, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Graduanda em Direito na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Margareth Vetis Zaganelli, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Doutora em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Estágios de Pós-doutorado na Università degli Studi di Milano-Bicocca (UNIMIB), na Alma Mater Studiorum Università di Bologna (UNIBO) e na Università degli Studi Del Sannio (UNISANNIO). Professora Titular de Direito Penal e Processual Penal e de Teoria do Direito da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Membro da Associação Argentina de Bioética Jurídica. Coordenadora do Bioethik - Grupo de Estudos e Pesquisas em Bioética (UFES), do Grupo de Estudos e Pesquisas MIGRARE: Migrações, Fronteiras e Direitos Humanos (UFES) e do Grupo de Estudos e Pesquisas “Direito & Ficção”.

Citas

BOURDIEU, Pierre. (2012). A dominação masculina. Tradução: Maria Helena Kühner, 11ªed. Rio de Janeiro. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/762315/mod_folder/content/0/BOURDIEU_A%20domina%C3%A7%C3%A3o%20masculina.pdf?forcedownload=1

BRASIL. Código Penal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del2848compilado.htm. Acesso em 23 de jul. 2019.

CARTISANO, Marco. (2019). Revenge porn, i reati previsti dal disegno di legge e i dubbi interpretativi. Disponível em: https://www.agendadigitale.eu/sicurezza/privacy/revenge-porn-prime-impressioni-e-problematiche-interpretative/. Acesso em 28 de jul. 2019.

CALETTI, Gian Marco. (2019). "Revenge porn". Prime considerazioni in vista dell'introduzione dell'art. 612-ter c.p.: una fattispecie "esemplare", ma davvero efficace? Disponível em: https://www.penalecontemporaneo.it/d/6648-revenge-porn-prime-considerazioni-in-vista-dell-introduzione-dell-art-612-ter-cp-una-fattispecie-es. Acesso em 23 de jul. 2019

COMUNELLO, Patrícia. (2019). Vingança motiva 44% dos vazamentos na rede. Disponível em: https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/cadernos/jornal_da_lei/2019/02/672452-vinganca-motiva-44-dos-vazamentos-na-rede.html. Acesso em 07 de jul. 2019.

DAMITZ, Caroline Vasconcelos e FARIA, Josiane Petry. (2017). Porn Revenge: uma questão de gênero. Revista Estudos Legislativos, ano 11, número onze, p. 73-88. Disponível em: http://submissoes.al.rs.gov.br/index.php/estudos_legislativos/article/view/230

Dicionário Online Dicio. Disponível em: https://www.dicio.com.br/pornografia/. Acesso em 05 de jun. 2019.

Dicionário Online Aurélio. Disponível em: https://dicionariodoaurelio.com/pornografia. Acesso em 05 de jun. 2019.

Dicionário Online Michaelis. Disponível em: http://michaelis.uol.com.br/busca?r=0&f=0&t=0&palavra=pornografia. Acesso em 05 de jun. 2019.

HelpLine. (2018). Disponível em: https://helpline.org.br/indicadores/. Acesso em 05 de jun. 2019.

ITÁLIA. Codice Penale. Disponível em: http://www.senato.it/service/PDF/PDFServer/BGT/01107220.pdf. Acesso em 23 de jul. 2019.

JÚNIOR, Joaquim Leitão. (2019). Comentários à Lei nº 13.772 de 2018 – O Novo Conceito de Violência Psicológica da Lei Maria da Penha e o Novo Delito do Art. 216-B do Código Penal Brasileiro. Disponível em: http://genjuridico.com.br/2019/01/11/comentarios-a-lei-n-o-13-772-de- 2018-o-novo-conceito-de-violencia-psicologica-da-lei-maria-da-penha-e-o-novo-delito-do-art-216-b-do-codigo-penal-brasileiro/. Acesso em 17 de jul. 2019.

LIMA, Camila Machado. (2018). Revenge porn: uma nova face da violência de gênero. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/68082/revenge-porn-uma-nova-face-da-violencia-de-genero/1. Acesso em 07 de jul. 2019.

LOPES, Débora. (2018). A mulher que lutou pela criação da Lei Maria da Penha Virtual. Disponível em: https://www.vice.com/pt_br/article/pambwy/esta-mulher-quer-mudar-a-lei-maria-da-penha. Acesso em 07 de jul. 2019.

MARINO, Angela. (2019). Codice Rosso visto da uma sopravvissuta al femminicidio: “Ecco cosa manca a questa legge” Disponível em: https://www.fanpage.it/attualita/codice-rosso-visto-da-una-sopravvissuta-al-femminicidio-ecco-cosa-manca-a-questa-legge/. Acesso em 22 de jul. 2019.

NOMURA, Leandro. (2017). “Crime na internet é ferida aberta”, diz mãe sobre fotos nuas vazadas pelo ex. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/minhahistoria/2017/05/1885458-crime-na-internet-e-ferida-aberta-diz-mae-sobre-fotos-nuas-vazadas-pelo-ex.shtml. Acesso em 07de jul. 2019.

PEREZ, Fabíola. (2013). Vingança mortal. Disponível em: https://istoe.com.br/336016_VINGANCA+MORTAL/. Acesso em 07 de jul. 2019.

RIZZUTI, Stefano. (2019). Codice rosso, approvata la legge contro la violenza sulle donne. Salvini: “Ma sinistra se ne frega”. Disponível em: https://www.fanpage.it/politica/codice-rosso-approvata-la-legge-contro-la-violenza-sulle-donne-salvini-ma-sinistra-se-ne-frega/. Acesso em 22 de jul. 2019.

ROSA, Ana Beatriz. (2019). Neymar cometeu crime? Especialistas explicam lei que condena exposição de nudes. Disponível em: https://www.msn.com/pt-br/noticias/mulheres/neymar-cometeu-crime-especialistas-explicam-lei-que-condena-exposi%c3%a7%c3%a3o-de-nudes/ar-AACnsCq. Acesso em 17 de jul. 2019.

VALENTE, Mariana Giorgetti; NERIS, Natália; RUIZ, Juliana Pacetta; BULGARELLI, Lucas. (2016). O Corpo é o Código: estratégias jurídicas de enfrentamento ao revenge porn no Brasil. InternetLab: São Paulo. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/institucional/procuradoria/pesquisa/o-corpo-e-o-codigo-estrategias-juridicas-de-enfrentamento-ao-revenge-porn-no-brasil

A resposta de uma jovem que teve fotos íntimas vazadas pelo ex-namorado. (2015). Disponível em: https://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/01/resposta-de-uma-jovem-que-teve-fotos-intimas-vazadas-pelo-ex-namorado.html. Acesso em 07 de jul. 2019.

Fui julgada como criminosa e pensei em me matar, diz vítima de vídeo que virou meme. Disponível em: https://noticias.r7.com/cidades/fotos/fui-julgada-como-criminosa-e-pensei-em-me-matar-diz-vitima-de-video-que-virou-meme-22072015#!/foto/9. Acesso em 07 de jul. 2019.

Mãe de jovem achada morta após vídeo íntimo reclama de ‘violação’. Disponível em: http://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2013/11/mae-de-jovem-achada-morta-apos-video-intimo-reclama-de-violacao.html/. Acesso em 07 de jul. 2019.

Mulher comete suicídio após pornô de vingança e comove Itália. (2016). Disponível em: https://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/09/mulher-comete-suicidio-apos-porno-de-vinganca-e-comove-a-italia.html. Acesso em 07 de jul. 2019.

Neymar é intimado a depor sobre divulgação de fotos íntimas de mulher que o acusa de estupro. (2019). Disponível em: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2019/06/03/neymar-e-intimado-a-depor-sobre-divulgacao-de-fotos-intimas-de-mulher-que-o-acusa-de-estupro.ghtml. Acesso em 17 de jul. 2019.

O suicídio de Tiziana Cantone poderia ter sido evitado. (2015). Disponível em: https://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/02/o-suicidio-de-tiziana-cantone-poderia-ter-sido-evitado.html. Acesso em 07 de jul. 2019.

Tudo sobre o caso Neymar: sexo, mensagens e acusações. (2019). Disponível: https://veja.abril.com.br/placar/tudo-sobre-o-caso-neymar-sexo-mensagens-e-acusacoes/. Acesso em 16 de jul. 2019.

Publicado
2019-12-15
Sección
DERECHO PENAL