Los derechos humanos a nivel internacional y la amenaza brasileña de regresión a la protección instituida

(artículo en portugués)

  • Wellington Cacemiro Faculdade Multivix Cachoeiro de Itapemirim
Palabras clave: Derecho Internacional, Derechos Humanos, constitucionalización, tutela protectora.

Resumen

Un fenómeno relativamente nuevo ha cobrado fuerza en Brasil, que aparentemente tiende a cuestionarse a sí mismo y, no pocas veces, a desacreditar el papel de los derechos humanos como instrumento legítimo de garantías esenciales para una vida digna para todas las personas. Impulsado por la manifestación de personajes de la vida pública nacional, se registra, especialmente en las redes sociales, una creciente y visible adhesión a la idea de que el instituto, a lo sumo, está dirigido al segmento de la sociedad dedicado a la vida criminal. Tanto es así que el uso de la expresión "derechos de los hermanos" se ha hecho notorio, un eslogan peyorativo que expresa un desprecio evidente. A partir de la tarea de discutir esta controversia, el presente estudio busca investigar sus implicaciones, así como ratificar la necesidad de proteger el logro que representa el reconocimiento internacional de los derechos inherentes a todo ser humano.

Biografía del autor/a

Wellington Cacemiro, Faculdade Multivix Cachoeiro de Itapemirim

Graduando do Curso de Direito da Multivix Cachoeiro de Itapemirim.

Citas

ANISTIA INTERNACIONAL. Marielle Franco: 600 dias é tempo demais para acumular perguntas, e não respostas. Disponível em < https://anistia.org.br/imprensa/press-release/marielle-franco-600-dias-e-tempo-demais-para-acumular-perguntas-e-nao-respostas/>. Acesso em: 09 nov. 2019.

ANISTIA INTERNACIONAL. Informe 2017/2018 – O Estado dos Direitos Humanos no Mundo. Londres: Amnesty International Ltd. 2018. Disponível em < https://anistia.org.br/wp-content/uploads/2018/02/informe2017-18-online1.pdf>. Acesso em: 09 nov. 2019.

ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS EM PARIS. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 10 dez. 1948. Disponível em <https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2018/10/DUDH.pdf>. Acesso em: 05 nov. 2019.

BISPO, Fernando Holiday Silva. Direitos dos manos ultimamente... São Paulo (SP), 8 de junho de 2018. Facebook: Fernando Holiday. Disponível em: <https://www.facebook.com/fernandoholiday.mbl/photos/direitos-dos-manos-ultimamente/2083402715231217/>. Acesso em: 05 nov. 2019.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Promulgada em 05 de outubro de 1988. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm>. Acesso em: 05 nov. 2019.

BRASIL. Ministério da Justiça (MJ). Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias – INFOPEN. Disponível em: http://depen.gov.br/DEPEN/depen/sisdepen/infopen/relatorios-sinteticos/infopen-jun-2017-rev-12072019-0721.pdf. Acesso em: 05 nov. 2019.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Agravo regimental no agravo em recurso especial. Processo nº AgRg no REsp: 1291017 RJ 2011/0264621-0. Relator: Ministro Sérgio Kukina. Data de Julgamento: 10 de junho de 2014, T1 – Primeira Turma. Data de publicação: 20 de junho de 2014. Disponível em: < https://ww2.stj.jus.br/processo/revista/documento/mediado/?componente=ATC&sequencial=35893564&num_registro=201102646210&data=20140620&tipo=5&formato=PDF>. Acesso em: 09 nov. 2019.

BRASIL. Tribunal Regional Federal da 3ª Região. Apelação civil. Processo nº 00189140920124036100 SP. Relator: Desembargador Federal Nelton dos Santos. Data de Julgamento: 7 de agosto de 2019. Terceira Turma. Data de publicação: 14 de agosto de 2019. Disponível em: < http://web.trf3.jus.br/acordaos/Acordao/BuscarDocumentoGedpro/7596392>. Acesso em: 09 nov. 2019.

BRASIL. Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Apelação civil. Processo nº 50193556020184047200 SC 5019355-60.2018.4.04.7200. Relator: Des. Sérgio Renato Tejada Garcia. Data de Julgamento: 25 de setembro de 2019. Quarta Turma. Disponível em: <https://trf-4.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/763046950/apelacao-civel-ac-50193556020184047200-sc-5019355-6020184047200/inteiro-teor-763047556?ref=juris-tabs>. Acesso em: 09 nov. 2019.

CASTILHO, Ricardo. Direitos humanos. 6. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2018.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Levantamento dos Presos Provisórios do País e Plano de Ação dos Tribunais. Disponível em <https://www.cnj.jus.br/levantamento-dos-presos-provisorios-do-pais-e-plano-de-acao-dos-tribunais/>. Acesso em: 05 nov. 2019.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Reunião especial de jurisdição. Disponível em <https://www.cnj.jus.br/wp-content/uploads/2017/02/b5718a7e7d6f2edee274f93861747304.pdf>. Acesso em: 05 nov. 2019.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Anuário Brasileiro de Segurança Pública. 2019. Disponível em: <http://www.forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2019/09/Anuario-2019-FINAL-v3.pdf>. Acesso em: 05 nov. 2019.

GRAGNANI, Juliana. O que são direitos humanos e por que há quem acredite que seu propósito é a defesa de 'bandidos'?. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/brasil-43465988>. Acesso em: 05 nov. 2019.

MANSO, Bruno Paes. Ex- professor de Direitos humanos da PM é atacado por oficiais em rede social. Disponível em: <https://sao-paulo.estadao.com.br/blogs/sp-no-diva/ex-professor-de-direitos-humanos-da-pm-e-atacado-por-ex-alunos-na-rede-social/>. Acesso em: 05 nov. 2019.

MARTINS, Helena. População carcerária quase dobrou em dez anos. Disponível em: < http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-06/populacao-carceraria-quase-dobrou-em-dez-anos>. Acesso em: 05 nov. 2019.

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Curso de direitos humanos. 5. ed., rev. atual. ampl. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: MÉTODO, 2018.

NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL. O que são direitos humanos? Disponível em <https://nacoesunidas.org/direitoshumanos/>. Acesso em: 05 nov. 2019.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e justiça internacional: um estudo comparativo dos sistemas regionais europeu, interamericano e africano. 9. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva Educação, 2019.

PORTELA, Paulo Henrique Gonçalves. Direito internacional público e privado: Incluindo Noções de Direitos Humanos e de Direito Comunitário. 9. ed. rev., atual. e ampl. Salvador: JusPODIVM, 2017.

RAMOS, André́ de Carvalho. Curso de direitos humanos. 5. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2018.

Publicado
2019-12-14
Sección
DERECHOS HUMANOS