La crisis de los refugiados venezolanos y haitianos en Brasil:

un análisis sobre el origen y las consecuencias de la crisis en el territorio brasileño (artículo en portugués)

  • Juliana Ramos do Nascimento Faculdade de Direito de Vitória – FDV
  • Marcelo Fernando Quiroga Obregón Faculdade de Direito de Vitória – FDV
Palabras clave: crisis de los refugiados, haitianos, venezoelanos, Brasil, refugiados.

Resumen

El presente artículo tiene como objetivo el análisis de las consecuencias de la crisis de los refugiados en Brasil. Durante el trabajo, se analizará el concepto de "refugiados", así como la problemática de extender esa condición a los haitianos. Además, se analizará el contexto de surgimiento de la crisis de los refugiados en Brasil, examinando los acontecimientos políticos, económicos y sociales en Venezuela en los últimos años. Por último, se presentarán propuestas de solución a dicha crisis. El presente trabajo tiene como base teórica principal el libro Migraciones y Refugiados: una mirada multidimensional y los dilemas de la contemporaneidad, de María Cláudia da Silva Antunes de Souza y de Micheline Ramos de Oliveira. De esta forma, el método a ser utilizado será el dialéctico.

Biografía del autor/a

Juliana Ramos do Nascimento, Faculdade de Direito de Vitória – FDV

Estudante de graduação do Curso de Direito na Faculdade de Direito de Vitória – FDV.

Marcelo Fernando Quiroga Obregón, Faculdade de Direito de Vitória – FDV

Doutor em Direitos e Garantias Fundamentais na Faculdade de Direito de Vitória - FDV, Mestre em Direito Internacional e Comunitário pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Especialista em Política Internacional pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Graduado em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenador Acadêmico do curso de especialização em Direito Marítimo e Portuário da Faculdade de Direito de Vitória - FDV -, Professor de Direito Internacional e Direito Marítimo e Portuário nos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Direito de Vitória - FDV.

Citas

ACNUR. Convenção Relativa ao Estatuto dos Refugiados (1951). Disponível em: <http://www.acnur.org/fileadmin/Documentos/portugues/BDL/Convencao_relativa_ao_Estatuto_dos_Refugiados.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2018.

ACNUR. Protocolo de 1967 Relativo ao Estatuto dos Refugiados. Disponível em: <http://www.acnur.org/fileadmin/Documentos/portugues/BD_Legal/Instrumentos_Internacionais/Protocolo_de_1967.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2018.

ALMENDRA, Carlos Cesar. Hugo Chávez e a revolução bolivariana na Venezuela. Disponível em: <http://www.unicamp.br/cemarx/ANAIS%20IV%20COLOQUIO/comunica%E7%F5es/GT4/gt4m3c4.PDF>. Acesso em: 06 set. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997. Define mecanismos para a implementação do Estatuto dos Refugiados de 1951, e determina outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9474.htm>. Acesso em: 26 ago. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Imigração (CNIg). Resolução Normativa nº 97, 2012. Ministério do Trabalho. Disponível em: <http://trabalho.gov.br/mais-informacoes/cni/2016-02-16-20-30-45/item/2719-resolucao-normativa-n-97-de-12-de-janeiro-de-2011>. Acesso em 02 set. 2018.

CONHEÇA melhor o Haiti, país mais pobre das Américas. Revista Exame; 23 out. 2015. Disponível em: <https://exame.abril.com.br/mundo/conheca-melhor-o-haiti-pais-mais-pobre-das-americas/>. Acesso em: 02 set. 2018.

COSTA, Emily. Mais de 75 mil venezuelanos pediram para a regularizar em Roraima entre 2015 e agosto de 2018, diz Casa Civil. G1.globo.com, Boa Vista, 06 set. 2018. Disponível em: <https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/2018/09/06/mais-de-75-mil-venezuelanos-pediram-para-se-regularizar-em-rr-entre-2015-e-agosto-de-2018-diz-casa-civil.ghtml>. Acesso em: 08 set. 2018.

COSTA, Emily. Levantamento aponta que 10 das 15 cidades de Roraima têm venezuelanos em situação de rua. G1.globo.com, Boa Vista, 27 jun. 2018. Disponível em: <https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/levantamento-aponta-que-10-das-15-cidades-de-roraima-tem-venezuelanos-em-situacao-de-rua.ghtml>. Acesso em: 08 set. 2018.

FRANCO, Marina. Por que centenas morreram no Haiti com passagem do furacão Matthew? G1.globo.com, São Paulo, 07 out. 2016. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/10/por-que-centenas-morreram-no-haiti-com-passagem-do-furacao-matthew.html>. Acesso em: 29 ago. 2018.

FURACÃO Sandy mata nove no Haiti. G1.globo.com. 25 out. 2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/10/furacao-sandy-mata-nove-no-haiti.html>. Acesso em: 29 ago. 2018.

MILESI, Irmã Rosita. Haitianos no Brasil: Dados estatísticos, informações e uma Recomendação. Instituto de Migrações e Direitos Humanos, 30 dez. 2016. Disponível em: <http://www.migrante.org.br/index.php/migracao-haitiana2/373-haitianos-no-brasil-dados-estatisticos-informacoes-e-uma-recomendacao>. Acesso em: 29 ago. 2018.

INFLAÇÃO da Venezuela chega a 46.305% ao ano em junho, diz Parlamento. G1.globo.com, 09 jul. 2018. Disponível em: <https://g1.globo.com/economia/noticia/inflacao-da-venezuela-chega-a-46305-ao-ano-em-junho-diz-parlamento.ghtml>. Acesso em: 07 set. 2018.

LEBOWITZ, Michael A. As lutas na Venezuela pelo socialismo bolivariano. 04 mar. 2008. Disponível em: <https://www.alainet.org/pt/active/22554>. Acesso em: 07 set. 2018.

MAGALHÃES, Beatriz. Como começou a crise na Venezuela? Revista Veja. 18 jul. 2017. Disponível em: <https://veja.abril.com.br/mundo/como-comecou-a-crise-na-venezuela/>. Acesso em: 07 set. 2018.

OLIVEIRA, Aline de. BARCELLOS, Bruna Leal. A democracia no governo de Nicolás Maduro. Revista Vernáculo. 2014. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/vernaculo/article/download/37177/23162>. Acesso em: 07 set. 2018.

ONU, Organização das Nações Unidas no Brasil. Escritório de direitos humanos da ONU lamenta violência na Venezuela e pede diálogo. 13 de fev. 2014. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/escritorio-de-direitos-humanos-onu-lamenta-violencia-na-venezuela-e-pede-apoio-a-espacos-de-dialogo/>. Acesso em: 07 de set. 2018.

PACARAIMA (RR) vira barril de pólvora por causa de refugiados da Venezuela. G1.globo.com, 26 ago. 2018. Disponível em: <https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2018/08/26/pacaraima-rr-vira-barril-de-polvora-por-causa-de-refugiados-da-venezuela.ghtml>. Acesso em: 08 set. 2018.

PADILHA, Norma Sueli; SILVA, João Lucas Zanoni da. Os migrantes haitianos como refugiados ambientais e as diretrizes do instituto de políticas públicas em direitos humanos do MERCOSUL. In: ______ SOUZA, Maria Cláudia da Silva Antunes de; OLIVEIRA, Micheline Ramos de. [Coords.]. Migrações e Refugiados: um olhar multidimensional e os dilemas da contemporaneidade. Belo Horizonte: Editora Vorto, 2017. p. 127/166.

POPULAÇÃO na Venezuela come carne estragada por causa da crise. G1.globo.com, 23 ago. 2018. Disponível em: <http://g1.globo.com/globo-news/globo-news-em-pauta/videos/v/populacao-na-venezuela-come-carne-estragada-por-causa-da-crise/6968355/>. Acesso em: 07 de set. 2018.

PROTESTO na Venezuela tem ao menos três mortos. G1.globo.com, São Paulo, 12 fev. 2014. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/02/manifestante-e-morto-em-protesto-na-venezuela-dizem-testemunhas.html>. Acesso em: 07 de set. 2018.

RODRIGUES, Dulcilene Aparecida Mapelli. Refugiados ambientais: necessária a tutela do direito internacional? RIDB, 2013. Disponível em: <https://www.cidp.pt/publicacoes/revistas/ridb/2013/13/2013_13_15651_15679.pdf>. Acesso em 02 set. 2018.

SASAKI, Fabio. Entenda as razoes econômicas da crise na Venezuela. Guia do Estudante, 04 mai. 2017. Disponível em: <https://guiadoestudante.abril.com.br/blog/atualidades-vestibular/entenda-as-razoes-economicas-da-crise-na-venezuela/>. Acesso em: 07 de set. 2018.

SILVEIRA, Daniel; ALVARENGA, Darlan. Desemprego sobe a 13,1% em março e atinge 13,7 milhões de pessoas. G1.globo.com, Rio de Janeiro e São Paulo, 24 abr. 2018. Disponível em: <https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/desemprego-fica-em-131-em-marco-e-atinge-137-milhoes-de-pessoas.ghtml>. Acesso em: 08 set. 2018.

TERREMOTO no Haiti (2010). Memória Globo. 12 jan. 2010. Disponível em: <http://memoriaglobo.globo.com/programas/jornalismo/coberturas/terremoto-no-haiti/videos.htm>. Acesso em: 29 ago. 2018.

TERREMOTO no Haiti matou 316 mil, afirma premier. G1.globo.com. 12 jan. 2011. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/01/terremoto-no-haiti-matou-316-mil-afirma-premier.html>. Acesso em: 29 ago. 2018.

Publicado
2019-12-14
Sección
DERECHOS HUMANOS