Trasplante de órganos y tejidos:

desafíos en el proceso de donación post mortem (artículo en portugués)

  • Natália Coelho Teixeira Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
  • Margareth Vetis Zaganelli Universidade Federal do Espírito Santo - UFES http://orcid.org/0000-0002-8405-1838
  • Silvia Salardi Università degli Studi di Milano-Bicocca - UNIMIB
Palabras clave: donación de órganos y tejidos, post mortem,, presunto consentimiento y consentimiento expreso, obstáculos a la donación de órganos y tejidos humanos

Resumen

El artículo trata el problema de la donación de órganos y tejidos post-mortem en Brasil. En él se abordan los cambios en la legislación brasileña y las medidas propuestas y aplicadas para mejorar el sistema de trasplantes. Se opta por la presentación de diversos puntos de vista sobre el tema, aportando posiciones nacionales y extranjeras divergentes. Se utilizó el método del enfoque descriptivo, exploratorio y cualitativo, utilizando la investigación bibliográfica, basada en publicaciones científicas, informes y legislación nacional e internacional. En la obra se señalan los retos estatales y privados, especialmente el de aumentar la participación de las familias de los posibles donantes, que se impone ante uno de los mayores sistemas públicos de trasplante de órganos y tejidos humanos del mundo.

Biografía del autor/a

Natália Coelho Teixeira, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Graduanda em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo. Membro do Bioethik – Grupo de Estudos em Bioética.

 

Margareth Vetis Zaganelli, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Doutora em Direito (UFMG). Mestre em Educação (UFES). Estágios Pós-doutorais na Università degli Studi di Milano - Bicocca (UNIMIB), na Alma Mater Studiorum Università di Bologna (UNIBO) e na Università degli Studi Del Sannio (UNISANNIO). Professora Titular de Direito Penal,  Bioética e Direito Comparado da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Membro da Comissão de Relações Internacionais-OAB/SP. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Bioethik (UFES). Professora membro do Projeto Erasmus+ Jean Monnet Module "Emerging 'moral' technologies and the ethical-legal challenges of new subjectivities" - cofinanciado pela União europeia.

Silvia Salardi, Università degli Studi di Milano-Bicocca - UNIMIB

Professora Associada de Filosofia do Direito e Bioética, Universidade de Milano-Bicocca, Departamento de Direito. Coordenadora Acadêmica do Erasmus+ Jean Monnet Module "Emerging ‘moral’ Technologies and the ethical-legal challenges of new subjectivities".

Citas

Agora, não doador de órgãos é quem deve declarar-se, na França. 2015. Disponível em: <http://curiosamente.diariodepernambuco.com.br/project/agora-nao-doador-de-orgaos-e-quem-deve-declarar-se-na-franca/>. Acesso em: 10 mar. 2019.

Associação Brasileira de Transplante de Órgãos. 47% das famílias se recusam a doar órgão de parente com morte cerebral. [20--]. Disponível em: <http://www.abto.org.br/abtov03/default.aspx?c=1063>. Acesso em: 15 set. 2018.

Associação Brasileira de Transplante de Órgãos. Dados Numéricos da doação de órgãos e transplantes realizados por estado e instituição no período: janeiro / setembro - 2018. São Paulo, 2018. p. 3. Disponível em: <http://www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/RBT/2018/rbt2018-let-3t.pdf>. Acesso em: 10 fev. 2019.

Associação Brasileira de Transplante de Órgãos. Entenda a Doação de Órgãos: Decida-se pela vida. São Paulo, SP. Jornal Manual Estudante, final p. 65, p. 4. 06 ago. 2002. Disponível em: <http://www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/entendadoacao.pdf>. Acesso em: 20 jun 2018.

Associação Brasileira de Transplante de Órgãos. Entendendo a morte encefálica. São Paulo, SP. [2016?] Disponível em: <http://www.abto.org.br/abtov03/default.aspx?mn=472&c=915&s=0&friendly=entendendo-a-morte-encefalica>. Acesso em: 11 set. 2018.

BEDENKO, Ramon Correa et al. Analysis of knowledge of the general population and health professionals on organ donation after cardiac death. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, [s.l.], p.285-293, p. 286, 2016. GN1 Genesis Network. http://dx.doi.org/10.5935/0103-507x.20160043. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbti/v28n3/0103-507X-rbti-20160043.pdf>. Acesso em: 04 abr. 2019.

BONATELLI, Circe. Falecido não decide nada. 2007. Disponível em: <http://www.usp.br/espacoaberto/arquivo/2007/espaco80jun/0capac.htm>. Acesso em: 14 set. 2018.

BRASIL. Projeto de Lei nº 453, de 2017. Disponível em: <https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/131654>. Acesso em: 20 set. 2018.

BRASIL. Resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) nº 1.480, de 1997. Brasília, Disponível em: <http://www.sgc.goias.gov.br/upload/links/arq_908_ResolucaoA1480ACFM.pdf>. Acesso em: 20 jun. 2019.

CAMILO, Diogo; RISO, Leonor. Alemanha quer tornar a doação de órgãos obrigatória. 2018. Disponível em: <https://www.sabado.pt/mundo/detalhe/alemanha-quer-tornar-a-doacao-de-orgaos-obrigatoria>. Acesso em: 11 mar. 2019.

CAS aprova mudança na norma para doação de órgãos em caso de falecimento. 2018. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2018/04/11/cas-aprova-mudanca-na-norma-para-doacao-de-orgaos-em-caso-de-falecimento>. Acesso em: 20 set. 2018.

CASTRO, Ellen de Jesus Silva et al. Políticas de transplantes. Unisepe, São Lourenço. p. 4. 2008. Disponível em: <http://unifia.edu.br/revista_eletronica/revistas/saude_foco/artigos/ano2016/052_politica_transplantes.pdf>. Acesso em: 13 set. 2018.

CIOATTO, Roberta Marina; PINHEIRO, Adriana de Alencar Gomes. Transplante de órgãos humanos no Brasil: a temática não pode ser declarada morta. Revista de Direitos e Garantias Fundamentais, Vitória, v. 18, n. 3, p.181. 2018.

Conselho Nacional de Justiça. [2001?] Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/programas-e-acoes/doar-e-legal>. Acesso em: 12 set. 2018.

CONSTANTINO, Graciano. Nova lei em França: “Consenso presumido” Significa Que Todos Tornam-se Automaticamente Doadores de Órgãos, A Menos Que Você Recuse. Fev. 2017. Disponível em: <https://gracianoconstantino.com/2017/02/10/nova-lei-em-franca-consenso-presumido-significa-que-todos-tornam-se-automaticamente-doadores-de-orgaos-a-menos-que-voce-recuse/>. Acesso em: 02 fev. 2019.

Decreto 9.175/17 reforma o papel da família na decisão sobre doação de órgãos. 2017. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27236:2017-10-19-15-00-38&catid=3>. Acesso em: 10 set. 2018.

Die Entscheidungslösung in Deutschland und gesetzliche Regelungen in anderen europäischen Ländern. 2019. Disponível em: <https://www.organspende-info.de/infothek/gesetze/entscheidungsloesung>. Acesso em: 11 mar. 2019.

Doação de órgãos. [20--]. Disponível em: <http://doeorgaossalvevidas.com.br/site/doacao-de-orgaos/>. Acesso em: 10 set. 2018.

FREIRE, Izaura Luzia Silvério et al. Estrutura, processo e resultado da doação de órgãos e tecidos para transplante. Revista Brasileira de Enfermagem, [s.l.], v. 68, n. 5, p.837-845, out. 2015. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2015680511i. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672015000500837〈=en>. Acesso em: 20 jul. 2019.

GAJEWSKI, Mischa. France adopts opt-out organ donor policy. Jan. 2017. Disponível em: <https://www.ctvnews.ca/health/france-adopts-opt-out-organ-donor-policy-1.3227135>. Acesso em: 10 mar. 2019.

GUTIERREZ, David. New law in France: ‘Presumed consent’ means everyone automatically becomes an organ donor; you have to opt-out. Natural News. 26 jan. 2017. Disponível em: <https://naturalnews.com/2017-01-26-new-law-in-france-presumed-consent-means-everyone-automatically-becomes-an-organ-donor-you-have-to-opt-out.html>. Acesso em: 10 mar. 2019.

Hospitais movimentam mês de incentivo à doação de órgãos com capacitações e ações de conscientização. 2017. Disponível em: <https://saude.es.gov.br/Not%C3%ADcia/hospitais-movimentam-mes-de-incentivo-a-doacao-de-orgaos-com-capacitacoes-e-acoes-de-conscientizacao>. Acesso em: 19 set. 2018.

IANDOLI, Rafael. O que impede o Brasil de melhorar ainda mais seu índice de doação de órgãos. 2017. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/10/30/O-que-impede-o-Brasil-de-melhorar-ainda-mais-seu-%C3%ADndice-de-doa%C3%A7%C3%A3o-de-%C3%B3rg%C3%A3os>. Acesso em: 15 set. 2018.

International registry in organ donation and transplantation: Final numbers 2017. 2017. p. 3. Disponível em: <http://www.irodat.org/img/database/pdf/IRODaT%20Newsletter%202017.pdf >. Acesso em: 12 mar. 2019.

JUNE, Laura. France begins opt-out- organ donation: Studies show that more than 90 percent of people donate in opt-out nations. 2017. Disponível em: <https://theoutline.com/post/818/france-begins-opt-out-organ-donation?zd=2&zi=pfv4isre>. Acesso em: 06 mar. 2019.

LI, Jessica; NIKOLKA, Till. The effect of presumed consent defaults on organ donation. p. 90. 2016. Disponível em: <https://www.cesifo-group.de/DocDL/dice-report-2016-4-li-nikolka-december.pdf>. Acesso em: 11 mar. 2019.

Manual do paciente: transplante de córnea. p. 5. Curitiba, 2012. Disponível em: <http://www.saude.pr.gov.br/arquivos/File/MANUAISDOPACIENTETRANSPLANTE/ManualdoPacientedeCornea.pdf>. Acesso em: 10 fev. 2019.

MARQUES, Pedro Vilela. Portugal sobe para o top 3 mundial da doação de órgãos. Dez. 2017. Disponível em: <https://www.dn.pt/portugal/interior/portugal-sobre-para-o-top-3-mundial-da-doacao-de-ogaos-8995213.html>. Acesso em: 10 mar. 2019.

Morte encefálica: o dilema de aceitar a morte de um coração que bate. [2010?]. Disponível em: <http://santacasacg.org.br/noticia/morte-encefalica-o-dilema-de-aceitar-a-morte-de-um-coracao-que-bate>. Acesso em: 11 set. 2018.

Morte encefálica: Resolução define novos critérios no País. 2018. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27380:2018-01-15-17-58-52&catid=3>. Acesso em: 11 set. 2018.

NOGUEIRA, Maicon de Araujo et al. Doação de órgãos e tecidos para transplante: contribuição teórica. Revista Científica de Enfermagem, São Paulo, v. 7, n. 20, p.58-69, p. 59, ago. 2017. Disponível em: <https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/226/pdf_1>. Acesso em: 20 jun. 2019.

OLIVEIRA, João Vitor. Dilemas e conflitos éticos na doação de órgãos. Espaço Aberto, São Paulo, ed. 145, jan. 2013. Disponível em: <http://www.usp.br/espacoaberto/?materia=dilemas-e-conflitos-eticos-na-doacao-de-orgaos>. Acesso em: 10 set. 2018.

O que a Igreja ensina sobre doação de órgãos? 2018. Disponível em: <https://padrepauloricardo.org/episodios/o-que-a-igreja-ensina-sobre-doacao-de-orgaos>. Acesso em: 05 mar. 2019.

Presumed Consent Not Answer to Solving Organ Shortage in U.S., Researchers Say. 2011. Disponível em: <https://www.hopkinsmedicine.org/news/media/releases/presumed_consent_not_answer_to_solving_organ_shortage_in_us_researchers_say>. Acesso em: 14 mar. 2019.

Rádio Câmara. Doação de órgãos e transplantes: a recusa familiar – bloco 2. 2016. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/radio/materias/REPORTAGEM-ESPECIAL/504039-DOACAO-DE-ORGAOS-E-TRANSPLANTES-A-RECUSA-FAMILIAR-BLOCO-2.html>. Acesso em: 06. mar. 2019.

Redação Guia da Semana. As religiões. 2011. Disponível em: <https://www.guiadasemana.com.br/compras/noticia/as-religioes>. Acesso em: 05 mar. 2019.

Religiões apoiam a doação e o transplante de órgãos. 2015. Disponível em: <http://www.transplante.rj.gov.br/site/Conteudo/Noticia.aspx?C=fQO8P%2B%2B3Yik%3D>. Acesso em: 05 mar. 2019.

ROSENVALD, Nelson. Os 20 anos da lei de transplante de órgãos: “opt in” ou “opt out”? 2017. Disponível em: <https://www.nelsonrosenvald.info/single-post/2017/02/02/Os-20-anos-da-lei-de-transplante-de-%C3%B3rg%C3%A3os-%E2%80%9Copt-in%E2%80%9D-ou-%E2%80%9Copt-out%E2%80%9D>. Acesso em: 13 set. 2018.

ROZA, Bartira de Aguiar et al. Captação de órgãos para transplantes. In: KNOBEL, Elias. Condutas no paciente grave. São Paulo: Atheneu, 2006. p. 1753. Disponível em: <http://www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/Biblioteca_Teses/Textos/CaptacaodeOrgaosLivroEliasKnobellBartira.pdf>. Acesso em: 03 mar. 2019.

Senado examina projeto que restabelece doação presumida de órgãos para transplantes. 2013. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2013/07/26/senado-examina-sugestao-de-retorno-da-doacao-presumida-de-orgaos-para-transplantes>. Acesso em: 20 set. 2018.

Semana de Incentivo à Doação de Órgãos busca conscientizar famílias. Portal Folha Pe. 23 maio 2017. Disponível em: <https://www.folhape.com.br/noticias/noticias/cotidiano/2017/05/23/NWS,28551,70,449,NOTICIAS,2190-SEMANA-INCENTIVO-DOACAO-ORGAOS-BUSCA-CONSCIENTIZAR-FAMILIAS.aspx>. Acesso em: 19 set. 2018.

Transplante de órgãos. [20--]. Disponível em: <http://www.chabad.org.br/interativo/FAQ/transpante.html>. Acesso em: 05 mar. 2018.

WEBER, Fernanda. Transplante de órgãos e tecidos post mortem e a autonomia da vontade do doador versus autorização da família do de cujus. Out. 2017. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/61234/transplante-de-orgaos-e-tecidos-post-mortem-e-a-autonomia-da-vontade-do-doador-versus-autorizacao-da-familia-do-de-cujus>. Acesso em: 10 mar. 2019.

ZÚÑIGA-FAJURI, Alejandra. Increasing organ donation by presumed consent and allocation priority: Chile. Bulletin Of The World Health Organization, [s.l.], v. 93, n. 3, p.199-202, 1 mar. 2015. WHO Press. http://dx.doi.org/10.2471/blt.14.139535. Disponível em: <https://www.who.int/bulletin/volumes/93/3/14-139535.pdf>. Acesso em: 05 fev. 2019.

Publicado
2020-06-16
Sección
DERECHO CIVIL